Latest news

O fim

Novo Saw V poster

Mais dois filmes para Rid...

Críticas pessoais- Hellbo...

Estreias nacionais

Novas imagens para Watchm...

Harry Potter and the half...

Ghost town poster

Star trek poster

Estreias nacionais

Sexta-feira, 25 de Julho de 2008

Críticas pessoais- O cavaleiro das trevas ( The dark knight )

Melhor: Heath Ledger, a fotografia

Pior: Terceiro acto desnecessário, Michael Caine desaproveitado

 

Comentário:

Em 2005, tivemos o regresso do cavaleiro negro aos grandes ecrãs. Foi um regresso às origens, um regresso diferente... Depois dos tons cartoonish de Tim Burton que eu adorei e o hei-de fazer para sempre, e os tons amaricados de Joel Schumacher, este novo take sobre Batman iria ser completamente inovador. Confesso que fui um dos poucos que não considerou esse Batman de Christopher Nolan um grande filme. A realização é muito boa, mas nunca foi um filme que me convencesse no final. Talvez porque sempre gostei dos 2 primeiros filmes de Burton e não quisesse nada alterado. Tal como nunca quis outro Joker que não o de Jack Nicholson. O seu sorriso estava imortalizado nesse grande actor... O facto é que três anos mais tarde, o Joker regressaria ao grande ecrã, mas não através de Jack. Um novo actor foi escolhido: Heath Ledger. O meu desespero foi total. Não conseguia ver Ledger como Joker, a minha mente via sempre Jack. Mas aos poucos, Ledger foi-me convencendo. A sua personificação da famosa personagem estava muita boa nos trailers e no filme veio-se a confirmar. Heath Ledger é, sem margem para dúvida, o melhor do filme. Ele é a razão pela qual eu acho que este filme se deveria chamar Joker e não The dark knight!

A história segue os desenvolvimentos do filme anterior, onde o Capitão Jim Gordon revela o calling card do Joker. Ele é a nova ameaça e, ele deveria ser o único vilão do filme! Existem várias razões pelas quais este filme não merece a pontuação máxima, como toda a gente parece dar. Chegar ao ponto de ser considerado melhor filme de sempre é um pouco avassalador... O filme é bom, mas não é assim tão bom. Talvez o hype à volta deste filme e a morte de Heath Ledger tenha mudado as opiniões de várias pessoas. Pessoalmente, acho que este filme não é melhor que, por exemplo, Os condenados de Shawshank.

A história de The dark knight está principalmente sobre Harvey Dent do que à primeira vista parece. Temos o Joker sempre presente, mas é Dent que comanda o filme entre as linhas. É a sua história que está a ser contada. Não sabemos nada do Joker, quem ele é, de onde veio, o porquê das suas intenções... Joker é meramente um peão no culminar de Dent/Two-face. O auge do filme é mesmo a sua transformação e é que o filme devia acabar. Mas não... E o filme peca por isso, torna-se demasiado longo e arruina todo o trabalhado bem conseguido nos dois actos anteriores. O progresso da personagem de Dent está tão bem conseguido que tenho tanta pena que tenha acabado tão piedosamente. Havia tanto para Two-face num terceiro filme... Nunca li as bandas desenhadas e nada sabia desta personagem senão através de Tommy Lee Jones, mas mesmo aí só pude testemunhar o Two-face e nunca Dent. Em The dark knight pude-o saber! Mas tal como disse, o trabalho sobre Dent está muito bom. O trabalho sobre Two-face, nem por isso...

Quando um filme tem um título onde nomeia a personagem principal, é suposto ser sobre essa pessoa. Mas neste filme, não senti o Batman. Ele nunca esteve realmente presente, sempre ofuscado pelas outras personagens. Também muito por culpa do Joker. Bale e Batman nunca conseguiram captar a atenção devida do espectador. Outro actor que merecia mais era Michael Caine como Alfred, uma personagem que esteve sempre tão presente em Batman begins é pouco aproveitado no filme, tal como Morgan Freeman. Já Gary Oldman tem em The dark knight um papel mais relevante, mas nunca deixa de ser uma personagem menosprezada e pouco importante para o espectador. Mas não por culpa do actor. Aaron Eckhardt esteve também muito bem como Dent, também não foi preciso muito. Mas a sua personagem não teve aquilo que merecia ter no final. Em relação à nova Rachel Dawes, Maggie Gyllenhaal. Ela veio substituir Katie Holmes, que participou no filme anterior, e deu um ar à sua graça mas pouco mais que isso. Tal como Alfred, em termos de história, nunca conseguiram dar algo muito relevante.

A jóia do filme é, sem dúvida, Heath Ledger e o seu Joker. A sua interpretação é fenomenal, bastante diferente da de Jack Nicholson, que é mais cartoonish, mas ambas com a mesma qualidade. Os seus tiques e a sua maneira de falar são elementos fantásticos na sua performance. Parabéns, Ledger.

Por fim, existem certas situações neste filme que não deviam ter acontecido. Este novo take de Nolan dá-lhe um ar mais realista, não aborda o aspecto irreal da banda-desenhada, diferenciando-se dos filmes anteriores ( Burton e Schumacher ). E, quando um filme é abordado desta maneira, há que ser constante! Duas cenas ( pelo menos ) que não deviam ter acontecido: a Bat-pod a virar-se na parede e Eric Roberts a cair de 3 ou 4 andares e depois andar apenas com uma bengala! Uma nota só sobre a nova invenção do sonar, onde de repente Batman parece o predador, quando os seus olhos brilham.

 

' I'm a man of my word! '

Published by Dreamweaver às 14:39
Post link | Comment | Add to favorites
17 comentários:
De Peter Gunn a 25 de Julho de 2008 às 15:44
Falou e disse!

Muito boa critica Sr. Mauro.

Concordo principalmente com a parte do 3º acto.

De resto não tenho muito a apontar, a cena do Bat-Pod na parede dura 3 ou 4 segundos pelo que não afecta quase em nada o resto do filme ;)

Quanto ao Joker tambem eu não conseguia imaginar mais ninguem nesse papel sem ser o Nicholson mas o Heath Ledger veio mostrar-me o quanto estava errado! Nota 20 para a sua interpretação.

Nota 17 para o filme!

Um abraço e continuação do bom trabalho
De Dreamweaver a 25 de Julho de 2008 às 16:05
Obrigado! Volta sempre!
Abraço
De Ana S a 26 de Julho de 2008 às 20:35
Não sou exactamente fã dos filmes do Batman por isso não tenho grande curiosidade em ver este filme. É inegável que o Heath ficará para sempre ligado a este filme tal como o Brandon Lee no Corvo. Daí a ser candidato ao oscar depois de morto acho que já é exagero!
Beijo
De RJ a 27 de Julho de 2008 às 13:31
Sim, não é o melhor filme de sempre, existem filmes melhores que este, mas é extraordinário!
A morte do actor pode atrair as atenções, mas não é isso que faz a prestação ser tão elogiada, porque ele está perfeito no papel.
Eu acho-o uma obra-prima... mas claro que está longe de ser um dos melhores filmes de sempre, e que é um exagero ocupar a primeira posição no IMDb Top 250!

Um abraço, Mauro!
De Dreamweaver a 27 de Julho de 2008 às 21:17
Tal como existem filmes em que eu dê nota máxima e outras pessoas não. Tb entendo porque dão nota máxima a este The dark knight. Esta é apenas a minha opinião. Cada um tem a sua e entendo perfeitamente a tua critica. ;)
Abraço, RJ
De João Marques a 28 de Julho de 2008 às 00:38
Cheguei ah pouco do cinema e devo dizer que é sem duvida uma sequela gratificante de Batman Begins. Talvez por ter ido com demasiadas expectativas nao o tenha achado espectacular como a grande maioria. Concordo com o Mauro naqueles dois ou três aspectos pouco realistas do filme, e fiquei um pouco desiludido com este Batman, muito presente e "cooperativo", estava ah espera dum Batman mais sombrio e independente como no primeiro filme.

Cumprimentos!
De Rui Luis Lima a 28 de Julho de 2008 às 11:04
Este Batman terminou por não alcançar, as duas películas realizadas por Tim Burton, apesar de uma certa fidelidade.
cumprimentos cinéfilos
Rui Luis Lima
De Ricardo Fernandes a 28 de Julho de 2008 às 12:58
Bah... :P Um Abraço!
De izaac a 28 de Julho de 2008 às 18:16
alguns ñ entendem pq dao tao importancia pra esse filme... assim como alguns ñ entendem pq existem aqueles q ñ dao... é realmente questao d opiniao pessoal... eu assisti o filme... ele é muito bom... quanto aos 2 primeiros filmes... sao classicos... + o impacto q esses filmes... begins e the dark knight fizeram... é grande... superam com td certeza os 2 primeiros... + td vale... ja q ñ existe por definição critica negativa... td critita é construtiva... valeuz...
De Loot a 28 de Julho de 2008 às 23:12
Eu pessoalmente concordo com o facto de terem mantido a origem do Joker misteriosa, o facto de não sabermos quem ele é e porque é assim tornam-o ainda mais assustador.

SPOILERS

Em relação à frase "Joker é meramente um peão no culminar de Dent/Two-face" discordo.
Adorei o Dent e o seu two face estão abismais fantásticos mas ele é que é o peão nas mãos do Joker. O Joker pega no homem num dos homens mais integros de Gotham e corrompe-o. "It´s All PArt of the Plan" ;)

A história do Two Face dá um ar de tragédia grega ao filme. Ele é sem dúvida um dos melhores vilões de sempre e um filme inteiro com ele de certeza que valeria a pena ver. Mas o final deste The Dark Knight é também muito bom.

Abraço
De Ricardo Fernandes a 29 de Julho de 2008 às 23:48
A história de The Killing Joke é mesmo isto. O Joker a corromper a pessoa mais incorruptível de sempre: Jim Gordon. Aqui Nolan que disse ter-se inspirado nessa história fá-lo ao mais integro desta!
De Rui Cunha a 31 de Julho de 2008 às 23:33
Gostava de dizer que como fa incondicional do batman detestei o filme. Poucas vezes aparece e nao considero grande a prestaçao do Heath Ledger mas sim a de Aaron Eckhart que depois se torna num Two-faces muito sentimal por causa da morte da namorada... Quanto a Cristian Bale como Batman aparece com a voz muito esforçada. Morgan Freeman aparece no filme a fazer de Q como no James Bond. O verdadeiro Batman nao é assim com muitas luzes e holofotes mas sim um ser humano cheio de melancolia, desilusão, triste, solitário e com a escuridão sempre consigo.
Obrigado deixar este desabafo.
Ganda abraço
De Dreamweaver a 1 de Agosto de 2008 às 22:20
Eu também achei este Batman completamente ofuscado. Quem tomou conta das rédeas do filme foi mesmo o Joker e Dent/two-face. A prestação de Bale desapontou a meu ver.
Caro Rui Cunha, não tens nada que agradecer, volta sempre!
Ganda Abraço
De Valéria a 7 de Agosto de 2008 às 20:23
Bom... O filme conseguiu superar as minhas expectativas , baseadas em versões anteriores. Quase não reconheci o Heath Ledger no papel fenomenal que desempenhou, não só pela caracterização mas também por todo o trabalho de adaptação e transformação que efectuou para melhor desempenhar o personagem.
Tal como a maioria das pessoas, era a imagem de Nicholson que me estava associada ao Joker, contudo acho que Ledger a superou em muito. Maior realismo, criatividade e a verdadeira ideia de um homem completamente psicótico. Muito bom, mesmo.
Concordo contigo quando dizes que o nome do filme deveria ser outro, não só pelo fabuloso papel de Joker , mas também porque pouca relevância é dada a Batman , já que este deveria ser o anfitrião da história e passou bem despercebido.
Beijo

Comment post

Author

Search

 

Setembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Filme da semana