Latest news

O fim

Novo Saw V poster

Mais dois filmes para Rid...

Críticas pessoais- Hellbo...

Estreias nacionais

Novas imagens para Watchm...

Harry Potter and the half...

Ghost town poster

Star trek poster

Estreias nacionais

Quinta-feira, 31 de Janeiro de 2008

Novo poster para As crónicas de Nárnia: Príncipe Caspian ( New The chronicles of Narnia 2 poster )

Published by Dreamweaver às 16:24
Post link | Comment | Add to favorites

Del Toro vai realizar O hobbit ( Del Toro will direct The hobbit )

Depois de vários rumores de que del Toro estava em conversações para realizar o filme The hobbit, que até será dividido em duas partes ( a primeira já para 2010 e a outra para 2011 ), ele próprio confirmou durante a estreia de The orphanage que iria ser o realizador da famosa prequela d'O senhor dos anéis. Sem dúvida, esta é uma grande notícia, sobretudo porque finalmente O hobbit vai começar a ser desenvolvido! Eu, que sou grande fã do universo de Tolkien, estou entusiasmando com esta adaptação porque afinal das contas sempre gostei mais d'O hobbit do que da trilogia d'O senhor dos anéis  e para provar isso, mostro-vos aqui a minha edição de 50 anos d'O hobbit que glorifica a minha biblioteca.

De realçar que del Toro queria realizar o Harry Potter e os talismãs da morte...

Published by Dreamweaver às 16:00
Post link | Comment | Add to favorites
Terça-feira, 29 de Janeiro de 2008

Estreias nacionais

 Título original

 Sweeney Todd- O terrível barbeiro de Fleet Street ( Sweeney Todd: The demon barber from Fleet Street )

 Género

 Thriller/Musical

 Realizador

 Tim Burton

 Elenco

 Johnny Depp, Helena Bonham Carter, Alan Rickman

 Duração

 117 minutos

 Classificação

 M/16

 Sinopse

Johnny Depp é Sweeney Todd, um homem injustamente condenado à prisão, que jura vingar-se não só do cruel castigo, mas também das consequências demolidoras que o mesmo teve na mulher e na filha. Quando regressa à barbearia para a reabrir, Sweeney Todd assume-se como o Terrível Barbeiro de Fleet Street, que “rapou a cabeça de cavalheiros de quem nunca mais se ouviu falar”.

 Trailer

 

Published by Dreamweaver às 17:10
Post link | Comment | See coments (1) | Add to favorites

The cottage trailer

The cottage tem nos principais papéis Andy Serkis ( mais conhecido como Gollum! ) e Reece Shearsmith ( Liga de cavalheiros- Apocalipse e Shaun of the dead ) como raptores! O duo rapta a filha do líder de um gang numa zona rural, mas de repente tudo muda, quando ela própria rapta um dos raptores. Infelizmente para eles, os seus caminhos vão ao encontro de um psicótico e assassino agricultor! Para quem gostou de Shaun of the dead, este filme encaixa-se no mesmo género. Vejam aqui o trailer.

Published by Dreamweaver às 16:51
Post link | Comment | Add to favorites

Novo poster para Hellboy II: Golden army ( New Hellboy II: Golden army poster )

Published by Dreamweaver às 16:31
Post link | Comment | Add to favorites
Domingo, 27 de Janeiro de 2008

DVD Stripdown- Um dia a casa vai abaixo ( The money pit )

 

  Realizador: Richard Benjamin

 

  Ano: 1986

 

  Elenco:

  Tom Hanks

  Shelley Long

  Alexander Godunov

 

  Filme: 8/10

  DVD: 5/10

  Nota Final: 8/10

 

Após terem sido desalojados do seu apartamento em Manhattan, compraram a casa dos seus sonhos, só para descobrirem que é uma horrível casa devoradora de dinheiro.

Richard Benjamin realizou esta divertida farsa sobre a tentativa de um casal manter a sua relação estável, mesmo que a sua casa- e a conta bancária- venham abaixo. Esta é uma comédia para todos aqueles que alguma vez estiveram profundamente apaixonados, ou profundamente endividados.

Um filme que é produzido por nomes como Steven Spielberg, David Giler, Frank Marshall e Kathleen Kennedy só pode ser bom... e é! Uma das comédias mais originais em que Tom Hanks participou. Existem aqui sketches que são inesquecíveis e não deixam ninguém indiferente. Poderão comprovar isso no video que vos deixo, que contém algumas das cenas mais hilariantes do filme. Tom Hanks e Shelley Long têm uma química excelente, mas é mesmo Hanks que leva o filme ao colo. Que saudades de Tom Hanks quando protagonizava aqueles filmes simples e extremamente cómicos. Que saudades...

Video: 1.85:1 Anamorphic Widescreen

Audio: Inglês 5.1 Surround

Making of

Trailer de cinema

Nada a assinalar.

  • Walter: What has Max got that I haven't got?
    Anna: Walls.
  • [Jack is being taken on an ambulance after losing his breath on the jogging track]
    Jack: I'm fine really.
    Paramedic: Take it easy Mr. Schidntmann
    Walter: Has this ever happened to you before?
    Jack: Yes.
    Paramedic: Seven times in the past five months.
    Walter: I thought the jogging was getting you in better shape.
    Jack: It is.
    Paramedic: Yeah thanks to the jogging I can lift him into the ambulance.
  • Walter: Here lies Walter Fielding. He bought a house, and it killed him.
  • Walter: Ahh, home crap home!  

Vejam isto e decidam!

 

Published by Dreamweaver às 19:10
Post link | Comment | Add to favorites

Críticas pessoais- Nome de código: CloverField

Melhor: a realização, a montagem e fluídez dos planos de filmagem, os efeitos especiais

Pior: início lento, ajuste do espectador ao estilo de filmagem

 

Comentário

Algo fora dos parâmetros do normal acontecera em Manhattan... No entanto, foi encontrada uma câmara que revela os pormenores da tentativa de sobrevivência de 5 jovens que de um momento para o outro vêem à sua volta destruição, caos e algo que nunca ninguém tinha antes presenciado... A história é comandada por Hud que controla a câmara que documenta tudo o que está a acontecer em Manhattan, desde a sua sobrevivência ao salvamento do amor do seu melhor amigo.

Desde que o teaser do filme que foi lançado com Transformers no Verão de 2007, fez furor por todo o mundo, algo de diferente e único estava para acontecer. A campanha de marketing de CloverField foi exemplar e, sem dúvida, o instrumento principal para tornar este filme ( que toda a gente desconhecia ) o mais falado no planeta. O facto é que o teaser apanhou todos de surpresa e ter J. J. Abrams no comando da produção dava outra relevância ao projecto comandado por Matt Reeves. A especulação foi tremenda! Todos queriam saber do que se tratava... de certeza que era sobre um monstro que atacava Manhattan, mas que monstro? O porquê do ataque? De onde é que ele veio? J. J. Abrams conteu o máximo da informação em segredo fazendo com que as pessoas quisessem saber mais e mais sobre o filme. Estes passos foram essencias para promover o filme, mas será que este filme iria ser mesmo aquilo que demontrou no teaser, aquilo que deixou todos os que viram o famoso teaser boquiabertos? De certeza!

O início do filme é um pouco lento e aborrecido, porque aqui temos que entender as relações das suas personagens e principalmente porque queremos ver é o monstro, ver o caos apoderar-se de Manhattan. Mas não pensem que isto é mais um simples monster-movie, ou até uma ligeira cópia d'O projecto Blair Witch ( que muita gente associa ). O filme consegue manter uma realidade incrível, pois mantém a sua história principal nas suas 5 personagens e não no monstro, que se torna em CloverField um mero objecto secundário. É aqui que CloverField difere dos outros filmes de monstros. Não tenta impôr uma razão para tudo o que está a acontecer, não sabemos nada, apenas o que as personagens sabem. Isto torna única a experiência, colocando-nos no meio da acção e terror. Vi-me em certos momentos agarrado à cadeira com a adrelina a correr pelo o meu corpo todo. Depois do primeiro 'rugido' do monstro, o filme consegue ser completamente emocionante e viciante.

Esta foi a minha segunda experiência a ver um filme totalmente filmado por handycams, sendo o primeiro O projecto Blair witch. O facto é que no primeiro filme que vi não senti tanta diferença na sua maneira de filmar, visto também ser mais estagnada, mais calma. Em CloverField, as situações são diferentes. As personagens andam a correr de um lado para o outro e faz com que a câmara anda sempre a balouçar. Havia certas alturas em que olhava em volta para ver se alguém já tinha ficado enjoado e 'divulgado' o jantar ( visto que fui ver à noite ) ali na sala de cinema. Até cheguei a pensar em levar um impermeável depois de ter lido várias criticas de pessoas que viram mesmo pessoas a ficar enjoadas. Na minha sessão isso não aconteceu.

A realização de Matt Reeves está mesmo muito boa, dando-nos pormenores incríveis. A questão de nunca querer revelar por completo a criatura, torna o filme mais emocionante. A montagem tem aqui um propósito bastante importante, conseguindo manter uma fluídez muito boa. Existem certas situações, em que se nota que não existem cortes e os seus planos de filmagem são tão elaborados que nem dá para acreditar. Os pormenores de conseguir captar tudo o que os rodeia com aquela simples câmara é realmente de espantar qualquer um.

Em suma, este é um filme para todos verem. No cinema, a experiência expande-se! O monstro está muito bem conseguido e acima de tudo o argumento é simples e coeso. Um facto é que existem certas situações no teaser que são diferentes no filme, sendo uma delas o primeiro 'rugido' do monstro.

 

'Okay, so our choices are we die in here, die in the subway, or die on the streets.'

Published by Dreamweaver às 11:19
Post link | Comment | See coments (5) | Add to favorites

Author

Search

 

Setembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Filme da semana